O blog da vizinha: Aprende-se todos os dias





1390434578580-P-1474148

Continuo a acreditar que aprendemos todos os dias, tanto com os nossos erros como com os dos outros. Pode acontecer - a mim, então! - que passados uns dias, umas horas, já nos tenhamos esquecido completamente de um pormenor ou outro, mas o que interessa fica lá, guardado e vem ao de cima quando menos esperamos. Aprende-se com tudo. E também a vizinha tem aprendido imenso por escrever e manter o seu blog.
A vizinha joga limpo, porque a última coisa que quer é que venham lavar roupa suja lá para os lados do blog dela. Não quer dizer que o pé não fuja para o chinelo de vez em quando, mas a ideia é manter a compostura o mais possível. Por isso, não critica abertamente. Afinal, o blog é a casa dela, é onde se sente bem. Para quê trazer a tempestade para dentro de casa? Fala do que gosta abertamente, sem necessidade de fazer favores a este ou aquele. Se não quiser não fala. Não deve nada a ninguém. Mas quando fala do que gosta, fá-lo abertamente, do coração para fora.
A vizinha não pica a outra vizinha. Se não se vê naquilo que outras vizinhas fazem, passa ao lado e continua. Vai na dela e acredita no que faz e no que escreve. E sabe que vale porque tem o feedback de quem a segue e de quem a lê. E ser consciente de que os outros gostam sinceramente do nosso trabalho, é meio caminho andado para percebermos que vamos na direcção certa.
A vizinha não se compara com as outras vizinhas. A ideia é tão simples quanto sermos todos diferentes, cada um gosta do que gosta e não temos de ir atrás só porque é moda ou parece bem. É óbvio que hoje em dia temos acesso a tantas coisas que por vezes se torna difícil não gostar do mesmo que os outros 500 mil. Mas também podemos gostar e fazer ou usar à nossa maneira. A vizinha destaca-se porque sabe dar a sua volta tão característica e puxa-nos para fazer o mesmo.
A vizinha é diferente, porque aprende todos os dias. E não ganha nada em cobrar, competir ou pegar-se com alguém. Segue o seu caminho, "formosa e segura".

Imagem de Rose Gal

Leave a Comment

  1. Olá Ana!!
    Sem duvida!! Concordo plenamente! Tanta coisa gira para fazer, para partilhar, para aprender, para quê perder tempo com mesquinhices... Já recebi mensagens desagradáveis, felizmente poucas, mas não perdi 1 minuto com elas, não foram nem construtivas nem educadas, por isso apaguei-as do blog e da minha cabeça!! :D As mensagens e emails de quem critica construtivamente e é educado são sempre bem vindas!! Gosto deste blog! É desempoeirado, é assertivo e é super simpático!!
    Um beijinho e Bom Fim de Semana!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até parece estranho, mas que me lembro nunca tive gente com comentários menos bons. Mas nunca posso dizer nunca!! Beijinhos e bom fim de semana!

      Eliminar
  2. gosto desta vizinha sem papas na língua...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui...se esta vizinha pusesse aqui tudo o que lhe passa pela cabeça, este blog era um campo de batalha sangrento!!! Mas já me contento em dizer parte!

      Eliminar
  3. É verdade sim...cada um escreve o que quer no seu blog e quem não gosta não lê.
    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  4. E a gente gosta de vizinhas dessas! Muito mesmo! !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As vizinhas têm de perceber que ao serem autênticas ganham muito mais com isso. Não fazer favores a ninguém deixam-me a cabeça e a consciência limpa para poder dizer o que me dá na real gana. E viver assim é tão bom!!

      Eliminar

Eu sei que comentar é uma chatice, mas adoro saber as vossas opiniões. Obrigada!!