O blog da vizinha: vê como falas!





Talking to you.jpg

A vizinha pode ter muitos defeitos e invejamo-la como se não houvesse amanhã (sempre para dentro, sempre em segredo, que aos outros dizemos sempre que perfeita mais perfeita não há). Comentamos avidamente, queremos ter sempre a última palavra. Porquê? Das duas, uma: ou a vizinha vos fala ao coração e vocês se identificam com o que foi escrito ou então, muito simplesmente, vão lá comentar só para aparecer. Há dias disse aqui que se aprende todos os dias e esta é mais uma lição. Quem não dá, não recebe. E também quem escreve um blog nota isso.
A coisa é fácil: escreve-se o que nos vai na alma, faz-se das tripas coração. O que acabamos por publicar é algo que é uma consequência de um acontecimento, uma opinião, o que for. Se quem nos lê se identifica com o que ali está, comenta. Também pode não comentar, mas vai dizer que sim com a cabeça ao mesmo tempo que passa os olhos pelas linhas, volta atrás para ter a certeza de que leu mesmo aquilo. E acaba por comentar. O que fazem vocês com os comentários? Lêem e fazem mais uma cruzinha na vossa checklist do post? Riem-se para dentro e sentem as festas no ego? Já vos passou pela cabeça responder de volta?
Isto de ter um blog dá trabalho, mas dá um retorno enorme. Não me canso de o repetir. Nós damos aos nossos leitores, eles seguem-nos e comentam e nós...? O trabalho não acaba aí. Os comentários e respostas dos seguidores dão-nos sempre mais food for thought. Novos temas para posts. Este blog já me deu amigos, conhecidos, trocas... Porquê? Porque nos embrulhamos nos comentários. Por norma, acho importante que quem comenta saiba que foi lido. Que prestou atenção, que lançou uma discussão ou pediu uma opinião. Hoje em dia, o limiar de atenção de qualquer pessoa é tão curto, porque somos bombardeados com tantas coisas, que me sinto feliz e honrada por ter quem se dê ao trabalho de ler o que escrevi, de processar e de comentar. Por isso, a melhor forma de agradecer é responder ao comentário. Dizer que sim, que vi, que gostei da visita. Afinal, se não fossem os leitores onde estaria este blog e todos os outros?
O segredo da vizinha é esse mesmo. A vizinha fala com quem a lê. Agradece, é simpática. Dá informações a quem pede. Ajuda, se puder. E nós, do lado de cá, a roermo-nos de inveja, percebemos que afinal aquilo que aos nossos olhos é perfeição é apenas simpatia e gratidão para quem a lê.

Imagem by Moi

Leave a Comment

  1. Olá vizinha! ;)
    Os comentários são ótimos reforços positivos, mesmo que quem comenta não partilhe da mesma opinião do autor do blog. Assim ficamos a saber que nos identificamos mais ou menos com pessoas que não conhecemos pessoalmente e que podem estar bem longe, estabelecemos laços... Como dizes, embrulhamo-nos nos comentários e o diálogo que surge também enriquece o post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É enriquecedor para ambas as partes: aprendes tu, aprende quem comenta, até podes arranjar novas ideias para posts! E quando dá para a conversa então, é demais!

      Eliminar
  2. Pois é vizinha, é isso mesmo!
    Aliás tenho estado para lhe dizer que gosto muito da roupinha que pendura à sua varanda. E gosto mais desde que faz lavagens com mais frequência. É assim como que um regalo para a vista ver tantas coisas bonitas num sitio só.
    E agora, com a sua licença, vou janelar para outro sítio :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh vizinha, muito obrigada por tanta simpatia! Acho que finalmente encontrei o caminho que quero para o blog. Está a sair-me do pêlo, mas estou a gostar. principalmente, a gostar que gostem! E vá para dentro que já está fresco!

      Eliminar
  3. Normalmente comento porque gostei do post e penso que a pessoa merece sabe-lo para continuar com força para escrever :)
    Adoro os debates que por vezes se criam nos comentarios, como é o caso deste post. Tento também responder aos comentários que me deixam. Já agora, a imagem tá muito linda, podes fazer mais oh vizinha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, vizinha! Na verdade, não encontrei nada com este "dizer" que me agradasse e fiz esta em 5 minutos. :D E sim, os debates são muito enriquecedores e os comentários também servem para nos dar mais força para continuar! Beijinhos!!

      Eliminar
  4. Se gostamos do conteúdo de um blogue e se o/a autor/a tem a amabilidade de responder ganha pontos sem dúvida!
    Eu gosto de receber comentários e quase sempre respondo; se vou a um blogue comento 1,2 10 vezes e não obtenho feedback confesso que às vezes amuo, mas se gostar mesmo continuo a ir lá ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é mesmo isso. Eu gosto que me respondam - quer dizer que leram e me deram atenção durante 10 segundos! Não concebo um blog sem comentários, a não ser que seja um blog mais profissional, mas mesmo esses! Com os comentários consegues perceber se vais na direcção certa ou não, não tens a sensação de estar a falar para uma parede. Beijinhos!

      Eliminar
  5. Se não for recíproco perde metade da piada, não é? Como dizes, se alguém se dá ao trabalho de ler e dizer-te algo, o mínimo é responder :)

    ResponderEliminar
  6. "Quem dá não, não recebe". Ora, nem mais!
    Eu respondo a todos os comentários que me deixam. Às vezes não sou tão rápida a responder como gostaria, mas acabo sempre por responder. Acredito muito sinceramente que é o mínimo que devo fazer por quem se dá ao trabalho de me ler, principalmente numa altura em que há milhões de outros blogs cheios de conteúdo interessante.

    Sinto-me mimada por cada leitor e cada comentário. Acho que mesmo que tivesse um blog com uma dimensão enorme isso não mudaria. :)

    www.joanofjuly.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um mimo bom, mesmo, Catarina. E mesmo nos blogs grandes que conheço, os autores não deixam de responder. Podem não fazê-lo a todos os comentários, mas vão respondendo!

      Eliminar

Eu sei que comentar é uma chatice, mas adoro saber as vossas opiniões. Obrigada!!