A nova ordem





Este post pode até ser uma repetição do que tenho vindo a dizer nos últimos tempos, mas a verdade é que por vezes, para além de nos repetirmos infinitamente, é preciso que nos escarrapachem as verdades olhos dentro para finalmente cairmos em nós e ver que andamos enganados este tempo todo.
Para começar, foi a mudança do blog, mas outras mudanças se seguem: algumas serão vistas por aqui, outras não. Umas implicam a vida do dia-a-dia, outras implicam rotinas que resolvemos impor-nos porque-if-everybody-is-doing-it-why-can't-we? Surpresa do dia: não somos todos iguais. E lá porque a amiga faz, não quer dizer que consigamos fazer. E porque todos lêem, não quer dizer que também vamos gostar. E lá porque se come, não quer dizer que vou adorar e querer repetir todos os dias. Para ser curta e grossa: eu sou eu, vocês são vocês. Lá porque resulta comigo não quer dizer que resulte com outros 50.
Tudo isto para chegar à parte do "Grace, not perfection" que vêem lá em cima. É tão simples quanto "passem à acção e esqueçam o resto". Quero lá saber se ninguém faz. Não me interessa se fulano escreveu o oposto ou sicrano nos dá com a marreta na cabeça porque não seguimos escrupulosamente o que nos mandou. O segredo é simples: façam, porra. Deixem-se de coisas e cheguem-se à frente. Não interessa que ainda há arestas por limar ou se há um remate por fazer. Façam, vão arrumando. Não tentem delinear ao pormenor o mapa da vida que nunca terão, porque aqueles 364759 pins que vocês têm vos mandam em direcções opostas. A perfeição não existe. Existe a minha que de certeza que não é igual à vossa. A vossa, com a qual vocês dormem bem porque têm a certeza que é a vossa cara e não a de um dizer qualquer surripiado num qualquer site. 
Existe o agora e não o vou-esperar-até-as-estrelas-se-conjugarem-e-o-meu-horóscopo-me-autorizar. Digam-me lá, o que vai deixar de ser perfeito nas vossas vidas hoje?

Image from We Are Lion Heart, mas o conceito aprendi-o aqui

Leave a Comment

  1. Ui! Tenho pensado tanto sobre isto ultimamente! Como a perfeição me impede de fazer as coisas... Em casa, no blog, no trabalho...ando-me a munir de ferramentas de produtividade, a experimentar e a ler coisas novas, para ver se isto muda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem te entendo.... Ainda por cima acho que somos do mesmo signo :) o que torna as coisas mais difíceis. Também resolvi ler, tentar pôr ordem, mas acho que a coisa tem de vir "cá de dentro" e não de dentro de um livro... E é essa parte que me falta! Beijinhos!!

      Eliminar
  2. É sempre difícil encontrar a nossa voz numa altura em que somos tão bombardeados com influências de tantos sítios e com tanta internet disponível. Mas é uma busca muito honesta e acho que começamos finalmente a sair da carneirada e a procurar o que nos identifica realmente. E sim, mexer-nos e fazer as coisas, andar para a frente sem hesitar e sem questionar demasiado as nossas motivações. Nós somos nós, únicos. :)
    Muito bom post!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! E sim, temos de deixar de "tentar ter a vida do outro" que só isso é o suficiente para te dar cabo da ta vida. :) Beijinhos!

      Eliminar
  3. Adorei o novo look do blog, foste tu? Adoro o header, está lindo lindo e perfeito!
    Olha eu já desisti de fazer as coisas porque as outras o fazem ou de tentar de gostar de coisas porque alguém cool gosta! Estou a tentar manter-me fiel a mim mesma, e às coisas que gosto. Todos os dias penso em mudar, em começar (outtra vez) a minha dieta porque não estou contente com o que vejo ao espelho. A arrumar as minhas gavetas que estão uma desarrumação só! Enfim tantas outras coisas...
    a minha perfeição não é a tua nem a da vizinha...e ainda bem! :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A partir do momento em que acordas já estás a começar de novo, ou não? :) Bora lá, vamos todas (eu não preciso de dieta, mas preciso de outras coisas que também são importantes!) Beijinhos!

      Eliminar
  4. Mas isto anda tudo na mesma onda de escrita?
    Adorei o post, Ana. Inspirador, deveras.

    E agora, 'bora lá mexer o cu da cadeira que as coisas não acontecem sozinhas :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse tua explicanda diria que "a-culpa-é-da-minha-explicadora-que-bebe-cerveja-na-hora-das-aulas" mas como não sou digo-te que acho que andamos cheios de vontade de "mudar de vida". Percebes? E sim, escrevemos sobre o mesmo porque andamos a "beber da mesma água"! :D Beijos!!

      Eliminar

Eu sei que comentar é uma chatice, mas adoro saber as vossas opiniões. Obrigada!!