O blog da vizinha: postar ou escrever um post?





A vizinha tem dias em que a cabeça lhe explode com ideias e escreve 10 posts para o blog de uma vez só - e a sensação de missão cumprida, senhores!? -  e depois há aqueles dias em que alguma coisa tem de sair cá para fora e não há meio. Resultado? Palhazinha da boa, que quando bem trabalhada dá belos posts nesses vossos lindos blogs. Mas na maioria das vezes, lamento dizer, mais valia estarem quietos.
Quem se mete nesta coisa de escrever/ter um blog não sabe, mas vai ter trabalho. Normalmente, chega-se a essa conclusão umas duas horas depois de termos começado a escrever o primeiro post (já não falo do layout e do desenho...). A questão é: se os outros têm posts cheios de conversa gira e cheia de substância eu também consigo ter. A verdade acaba por ser: não é tão fácil como parece. Coisa difícil esta de postar ou escrever um post. Mas que raio, afinal não é a mesma coisa? Não, nem por sombras.
Quando eu escrevo um post, tenho uma ideia construída, uma história para contar, o que escrevo vai fazer com que os leitores se sintam bem, acolhidos (isto são sensações difíceis de explicar, mas já as tive todas), queridos no sentido em que alguém do lado de cá se preocupa em produzir conteúdo que dá gosto de ver e ler. E muitas vezes acertamos no que escrevemos e há quem se identifique com isso. 
Quando "posto" (isto existe?) um post é como se chegasse aqui, pusesse a água ao lume, abrisse um pacote de canja instantânea e esperasse que levantasse fervura. Do género já está, não me chateio mais. Por muito que se esforce, quem está a ler sente que está a ser despachado a toda a velocidade.
Eu sei que é difícil ter ideias e sermos frescos e fofos todos os dias e acho (e já o disse antes) que devemos aproveitar as alturas em que estamos "mais para aí virados" para escrever. Quem nos lê merece isso, afinal o que seria do nosso blog se não houvesse quem se interessasse por ele para além de nós? A ideia é pensarmos a sério no que queremos escrever, dar o nosso melhor, pôr a alma na coisa. O resultado é incrível - um blog com conteúdo de encher o olho que atraia leitores - e podem ter a certeza que o feedback também. Não é boa a sensação de dever cumprido?

Imagem de Violet & Olive

E que tal seguirem o blog por aqui?

Leave a Comment

  1. Ana, adorei o teu post! Concordo plenamente! Aliás, ainda ontem escrevi um post em que falo (mais superficialmente) sobre este assunto de não se escrever nada de jeito (ou só se escrever para encher chouriços). Muito bom Ana, mesmo! E right on point para mim :) *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina! Como vai a vida pelos Orientes? :D
      Pois bem, só te digo que "great minds think alike"!! Não sabes o que me irritam os "posts de encher chouriços". Bem sei que há dias e dias e nem sempre apetece, mas nesses dias prefiro que muita gente esteja quietinha, se bem que há gente que sabe tirar partido e escrever belos posts de encher chouriços. Sayonara e beijinhos!!!!

      Eliminar

Eu sei que comentar é uma chatice, mas adoro saber as vossas opiniões. Obrigada!!