Book review: Pretty Honest da Sali Hughes




Review of "Pretty Honest" in my blog. Picture by me.

Isto é uma efeméride. A miúda que era perseguida para se pintar para o emprego (ai os códigos internos das companhias de aviação) e que agora é dona de um considerável arsenal de maquilhagem e respectivos acessórios, mas que não usa, vai comentar um livro sobre beleza.
Podia ser irónica, podia não o fazer, mas a verdade é que me identifico imenso com a Sali Hughes. A diferença entre nós é que ela "leva tudo a sério" (ou não fosse este o seu trabalho) e eu "nunca tenho tempo para estas coisas". Mas a língua afiada está lá, a verdade que sai antes de o coração a ouvir também. E quando leio alguém que põe tudo nos pratos da balança (creme de olhos específico? Nem pensar!) e diz o que tem a dizer merece todo o perdão.
O livro está divido em vários capítulos desde os tipos de pele, a como lidar com as vendedoras das perfumarias (saber dizer não para que percebam que não viemos comprar tudo o que nos impingem), produtos básicos, truques para aparecer bem nas fotos, está lá tudo. O discurso é do mais acessível e nada pretensioso. Qualquer pessoa com pouca experiência percebe perfeitamente do que se fala. Desmistifica uma série de assuntos e produtos (fiquei a saber que há coisas que nem vale a pena usar) e aconselha desde o produto mais barato ao mais caro. E sim, ficou a minha melhor amiga quando no capítulo dos Beauty Icons inclui a Kim Deal dos Pixies que é das miúdas mais fresca e fofas que para aí andam (faltou a Ines de la Fressange, mas não se pode ter tudo), já para não falar a Christy Turlington.
Não é um livro para ser lido todo seguido se bem que aconselho a que a primeira leitura seja feita assim, pelo menos para se perceber a estrutura e onde encontramos o quê. Se é uma bíblia? Sim, posso considera-lo como tal: o tom é mesmo muito imparcial cheio de humor inglês daquele mesmo bom.
Se querem um livro em que se diz tudo é este (se bem que ainda não existe em Português, mas se precisarem de uma tradutora contem comigo). Não procurem mais. 


Foto by Moi (que ando a praticar o flat lay, mas acho que ainda não foi desta.)

Leave a Comment

  1. Entre o post de ontem e o de hoje já me deste muito com que me entreter! Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que eu quero é gente entretida com coisas bonitas. Boa semana!!

      Eliminar
  2. Eheh
    Gostei da foto e tive que ir ver as letrinhas pequenas no fim do post.
    Fiquei orgulhosa, ok? Continua! ;)
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  3. Eu preciso de um livro assim, não que vou em todas as conversas mas em alguma já me deixei ir, e a deceção foi grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem te entendo, que eu cá nestas coisas emprenho pelos ouvidos à grande. Mas neste caso não, o livro vale a pena precisamente por isso.
      Beijinhos!

      Eliminar
  4. Estou curiosa com a coisa... Não sei se é o livro que preciso neste momento porque eu sou muito eficaz a dizer que não às meninas das perfumarias e forreta o suficiente para comprar apenas o que preciso (excepto na kiko porque é tudo tão estuporadamente barato e fofinho que apetece levar tudo tudo - mas aí não entro ;) )
    Mas o saber não ocupa lugar e gostava de aprofundar alguns critérios e perceber um pouco mais da coisa... Quem sabe para o Verão adquiro um exemplar para mim, até porque a capa é uma delícia.
    Bela foto btw!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, sinto o mesmo em relação à Kiko e tenho de praticar MUITO o auto controlo ou vai tudo à frente, mesmo o que sei que não preciso e não me fica bem! Este livro é bom porque te orienta e explica algumas coisas que nunca percebemos na vida. Não é a verdade verdadeira mas é honesto qb para sabermos separar o trigo do joio!

      Eliminar

Eu sei que comentar é uma chatice, mas adoro saber as vossas opiniões. Obrigada!!