9 Livros para 2015




IMG_0655
Sempre li desalmadamente como se não houvesse amanhã. Se um livro valia a pena, não o largava até que acabasse, fossem que horas fossem. Quando acabava, ressacava por achar que nunca mais ia ler outra coisa tão boa. E lia tudo o que me vinha parar às mãos. Se calhar, porque na altura, apesar de haver imensos livros em minha casa, não havia assim "tantos" livros. Eram mais caros. Compravam-se em segunda mão. Pediam-se emprestados e devolviam-se (tenho saudades dos 30 e não sei quantos volumes da minha colecção Vampiro, da Agatha Christie. Já só tenho o número 1. Se tiverem aí os outros agradeço que mos devolvam, tá?). E lia o mesmo livro 10 vezes e era como se fosse sempre a primeira vez. Descobria sempre qualquer coisa de que não me lembrava (reza a lenda que eu lia rapidamente porque lia as páginas pares de uma vez e depois as ímpares).

Agora? Agora deixei-me de coisas. Leio um livro a cada 3 meses (leio a mesma página várias vezes, em dias seguidos) ainda que me possa agarrar. Mas passei a ser mais selectiva ou se calhar menos preocupada com o que leio. Talvez chegar demasiado cansada para ler, à noite, prefiro coisas que não impliquem um grande esforço e que possa agarrar e apanhar facilmente o sentido sem ter de ler tudo de novo. Ainda assim, há uma série de livros que escolhi para ler este ano. Uns porque gosto dos temas, outros porque espero que me ajudem sinceramente.

1. Trate a Vida por Tu - Daniel Sá Nogueira - sempre fui muito reticente em relação a livros de auto-ajuda e continuo a ser porque quase todos parecem falar de banha da cobra. Espero que este seja diferente (já o comecei e acho que nos vamos dar bem ;) ).

2. GTD - Fazer Bem as Coisas - David Allen - já o comecei algumas vezes e pode tornar-se baralhante - não é um livro para se ler antes de dormir, porque nos apetece tomar acção de imediato. Ler com um caderno para tirar notas ajuda.

3. Making it all work - David Allen - é a continuação do GTD, mas com aplicações práticas. Diz que ajuda a aplicar o GTD e eu espero que sim.

4. Pretty Honest - Sali Hughes - é um guia sobre beleza, maquilhagem, hábitos de beleza. Não conhecia a Sali e estou a adorar a forma como escreve. Isso e a maneira como desmitifica uma série de assuntos e produtos.

5. Leia isto se Quer Tirar Fotos Incríveis - Henry Carroll- Lembram-se de uma das minhas resoluções para 2015? Aqui está um livro que espero que me ajude.

6. The Little Book of Mindfulness - Julia Colard - Comecei a ler coisas sobre o Mindfulness no ano passado e também a meditar (ok, quem me conhece bem acabou de cair da cadeira, mas é verdade!). Gostei da forma simples como esta prática nos pode alterar a vida diária para melhor (e tem muitas aplicações na vida diária que quando levadas a sério resultam!).

7. This Book Will Make You Confident - Jessamy Hibberd - este livro está ligado ao primeiro e ao 6º. Quero arranjar ferramentas, não quero milagres. Espero que ajude.

8. A Year of Living Danishly - Helen Russell - Tropecei literalmente neste livro no Amazon, quando procurava outros (e estava ligado ao Mindfulness, vá-se lá saber!). Adorei a descrição e como devo ter sido Dinamarquesa noutra encarnação, tenho mesmo de o ler.

9. How to be a Parisian Wherever You Are - Anne Berest - inclui este livro na lista mas ainda não estou muito convencida. Gosto muito de tudo o que tenha a ver com a cultura francesa, mas diz quem leu que depois de se ter lido o livro da Ines de la Fressange este não lhe chega aos calcanhares. Talvez pegue nele quando não tiver mais nada para ler.

Espero bem que não me resuma só a estes livros e tenho a certeza de que vão haver imensos pelo meio, especialmente muito chick-lit que eu adoro e é do melhor para ler nas férias. E policiais (ainda não perdi a esperança de voltar a ter a minha colecção Vampiro de volta). Mas aquilo que quero mesmo é que este ano seja um ano de boas leituras e muito aplicadas. E quanto a elas, conto vir cá contar-vos como andam.

Por falar em livros, como andam as vossas leituras? Se não conhecem o Goodreads sempre podem começar por seguir-me lá!

Imagem de Moi Même

Leave a Comment

  1. Por aqui, termino o Children Act, do Ian McEwan (http://www.bookdepository.com/Children-Act-Ian-McEwan/9780224101998), tenho vontade de pegar no último do Murakami.

    Dos técnicos (não literatura), tenho o magnífico The Monocle Guide to Good Business aqui na secretária, para uma segunda ronda e estou apaixonada pelo Table de Fêtes, da Griottes...

    Em casa, uma pilha de Ericos Veríssimos em segunda mão, para um novo fôlego, qd era miúda, li os todos e têm uma doçura que só ele :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Table de Fêtes pareceu-me fantástico assim só para olhar e perdermo-nos. Murakami nunca li, já olhei para eles algumas vezes mas há sempre mais qualquer coisa que se põe à frente. E por teres falado no Ian McEwan lembrei-me do Douglas Coupland que já não leio há calendas!!!

      Eliminar
  2. Ora bem, que bela lista!
    Desses já li/fiz o TVTu e o das fotos anda em constante rodopio. Recomendo ambos 😄
    Ando a ler o Queres Casar Comigo, da amiga Susana que já comentou o post, o MUDE do Lúcio Lampreia ( comprei em versão e-book para experimentar) e tenho para iniciar Os Contos Completos de Gabriel Garcia Marquez.
    Estou bem fornecida par os próximos tempos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Garcia Marquez é dos meus preferidos. Comecei a lê-lo muito miúda mas sempre gostei - mas nunca acabei os 100 Anos de Solidão, porque a certa altura perco-me sempre. Até já o tentei ler a tirar notas, mas são demasiados Arcadios! O meu Pai diz para ler e tentar ignorar o facto, mas não consigo. O MUDE não conheço, mas os e-books não são mesmo a minha praia (hello!! Não tenho tablet, sou bicho raro!!) e o Queres Casar Comigo vai ter de ser mesmo!!

      Eliminar
  3. eu cá ando tão preguiçosa, nem a minha mãe acreditaria, que não ando a ler nada nem tenho nada em vista!!! para quem, como tu, devorava livros pela noite dentro, nem que fosse escondida debaixo dos lençois, estou doente com certeza!
    tb devo ter uma biblioteca perdida aí pelo mundo, quem tem livros meus devolva por favor :)))))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás doente com certeza!!! Pega em qualquer coisa levezinha, só para distrair os neurónios!!! (até uma boa revista serve!!) Beijinhos!

      Eliminar
  4. Parece-me uma bela lista! Anda afastada das leituras, agora so leio umas linhas aqui outras ali e mais nada. Sempre gostei muito de ler. Desde miuda que esperava ansiosamente pela vinda da carrinha da biblioteca da Gulbenkian uma vez por mes ca na santa terrinha. Agora ... nao sei o que me deu, nao pego num livro. Boas leituras, Ana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Ligia e eu a pensar que esta história de deixar de ter vontade de ler era só comigo e afinal quase que podemos abrir um clube!! Beijinhos!

      Eliminar
  5. o Daniel Sá Nogueira lê-se bem. tinha muita resistência a ler livros deste género e este de facto foi surpreendente nesse sentido. não tenciono ler mais nenhum, mas não considero que tenha sido tempo perdido.
    ontem acabei o policial mais recente de Lars Kepler e segue-se um romance, para aligeirar as minhas noites, antes de adormecer. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a guardar o Lars Kepler para a praia. Sempre é mais seguro!!!

      Eliminar
  6. Que bela lista, obrigada pela partilha.
    Sou uma viciada em livros, este mês já vou no quinto. Não consigo parar e quando começo a ler um livro e me apaixono por ele, não descanso enquanto não o termino!
    Enfim há males e vícios piores!
    Beijinho e muito obrigada mais uma vez por esta lista:=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho saudades de quando era viciada em livros e não conseguia parar de os ler. Depois fui mãe e acabou-se! Não me perguntes porquê, é um mal geral e também se passa com as minhas amigas. Resolvi que todos os dias tenho de ler 5 páginas de um livro - vamos lá a ver se a chama volta!!

      Eliminar
  7. Já ouvi falar do "A Year of Living Danishly" e pareceu-me interessante. Estou muito curiosa.
    No entanto este é o ano da poupança para mim, já comprei um livro de culinária vegan/raw/natural e permito-me mais um livro de culinária que tenho curiosidade, os restantes géneros são para acabar de ler e só depois comprar... Claro que a feira do Livro é uma excepção... :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixei de ir à Feira do Livro há uns anos, só aproveito a Feira do Livro aqui de Cascais. É demasiada confusão para a minha cabeça. O "A Year of Living Danishly" só o recebo para a semana, mas espero fazer uma review aqui. Gostei muito da sinopse, por isso é que o encomendei - foi do género amor à primeira vista! E quanto às poupanças...sim, mas em livros e revistas nunca!

      Eliminar
  8. As minhas leituras andam meio paradas - desforrei-me nas férias - por falta da tempo, mas já te adicionei no GR.
    Voltei às minhas leituras da Juliet Marillier, que adoro, e li também um conto pequenino mas delicioso, o Terra. E agora estou a pensar no que leio a seguir. Há muitos por ler em casa, mas não sei bem o que me apetece :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu até comecei bem o ano e a ler um livro de cada vez em vez de 30 ao mesmo tempo, mas agora a coisa estagnou. Tenho de voltar, porque me tinha imposto a regra das 5 páginas por dia, mas foi-se!!

      Eliminar

Eu sei que comentar é uma chatice, mas adoro saber as vossas opiniões. Obrigada!!