Casas com gente lá dentro III




Já lá vai mais de um ano em que escrevi sobre casas e decoração. É um tema que adoro tanto quanto o detesto. Não consigo encontrar um estilo que me defina, hoje gosto de uma casa cheia de tralha, amanhã prefiro uma coisa mais simplista e menos atafulhada. Não tenho grande queda para bibelots e coisinhas que só servem para apanhar pó, mas gosto de um conjunto de objectos que me digam alguma coisa, bem organizado e não de uma exposição de tralha. Também vos acontece?

Há um ano andava toda virada para uma onda mais shabby chic, um ar rústico que tanto pode ser mais nórdico ou mais britânico. Muito branco por todo o lado, mas também uma combinação de peças improváveis que tornavam o ambiente muito confortável. Agora cansei-me e dou graças por não ter gasto rios de dinheiro em loiça daquela marca-que-nós-bem-sabemos (da qual continuo a gostar muito) entre outras coisas. Agora ando numa onde mais simples, mas nem por isso com menos tralha. Mais descontraída, isso sim, e acima de tudo muito mais eu, por sublinhar aspectos que gosto e que têm muito a ver comigo.

Foi isso que achei da casa do fotógrafo Matthew Brookes, no Marais em Paris. Só de dizer a localização sinto um arrepio na espinha. E depois ver paredes cheias de fotografias (mais bien sûr!), livros à vista e muito chão para amontoar muitos mais, janelas enormes sem cortinas (será que algum dia nos vamos entregar à janelas sem cortinas?), loiça à vista na cozinha... Um sonho em poucos metros quadrados. Está provado que não precisamos de muito espaço para sermos felizes, pois não?

Leave a Comment

  1. Muito interessante este branco com madeira totalmente descontraído... mas bem pensado ao pormenor. Ai quem me dera saber mais sobre decoração. Também me questiono quando vamos parar de fechar as cortinas... tem piada falares nisso. Em Amesterdão foi umas das coisas que me chamou a atenção, podia-se quase ver as casas de uma ponta á outra.... lindas tal como gostamos! Eu tenho cortinas e estão sempre abertas... mas o meu marido deve ter uma costela Holandesa, só pode :D eu gosto qb.
    Continua com isto da decoração... faz bem á vista ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu adorei o branco e a madeira, dá-lhe um ar rústico mas sem perder a piada (há rústicos que enjoam). A decoração não é dificil, é uma questão de praticares. Para mim, é basicamente p|or tudo dentro de casa de uma forma que eu goste e com objectos que eu gosto. Não é fazer casas para as visitas. E o meu marido é ao contrário do teu, anda sempre a fechá-las!!

      Eliminar

Eu sei que comentar é uma chatice, mas adoro saber as vossas opiniões. Obrigada!!